Avisos à Navegação

Alertas

Avisos Navegação

Inicio Vigência: 2024-03-24 00:00
Fim Vigência: 2024-03-24 23:59

A Direção de Operações Portuárias e Segurança da Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo, nos termos do Regulamento de Exploração e Utilização da Via Navegável do Douro (REUVND), publicado em Diário da República, 2.ª série de 16 de agosto de 2019, torna público o seguinte:

Assunto: 3ª Meia Maratona Douro Verde

Período: 24MAR2024

Local: Entre o km 68,5 e o km 70 da VND (Albufeira de Carrapatelo).

De acordo com o Artigo 68.° do Regulamento de Exploração e Utilização da Via Navegável do Douro (Regulamento n.° 647/2019), irá realizar-se a Meia Maratona Douro Verde (atletismo), no dia 24 de março de 2024, com início às 10h00, nas margens do Rio Douro, albufeira do Carrapatelo, nos concelhos de Baião e Cinfães.

Embora o evento não conflitue com a navegação, deverá a mesma, ter em consideração as limitações de acesso por via terrestre aos referidos cais no dia e horário anunciados (Pala e Porto Antigo).

Download
Inicio Vigência: 2024-02-12 17:02

Direção de Operações Portuárias e Segurança da Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo, nos termos do Regulamento de Exploração e Utilização da Via Navegável do Douro (REUVND), publicado em Diário da República, 2.ª série de 16 de agosto de 2019, torna público o seguinte:

 

Assunto: Trabalhos com meios anfíbios na VND

Período: 12 fevereiro   

Local: Estuário – km3,0  e o Km3,5 da VND (em frente ao cais de Afurada)

 

No âmbito  de trabalhos com meios anfíbios entre os km 3 e 3,5 da VND Estuário, deverá a navegação em aproximação a esta zona da VND observar cuidados redobrados e velocidade reduzida,  ter em atenção a todas as indicações das Forças de Segurança e Agentes da Proteção Civil no local.

 

Download
Inicio Vigência: 2024-01-24 22:37

A Direção de Operações Portuárias e Segurança da Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo, nos termos do Regulamento de Exploração e Utilização da Via Navegável do Douro (REUVND), publicado em Diário da República, 2.ª série de 16 de agosto de 2019, torna público o seguinte: 

Assunto: Redução para alerta Azul pelo Centro Previsão e Prevenção de cheias do Douro (CPPC-D) 

Período: Desde 24JAN2024 

Local: Toda a VND

- ATUALIZAÇÃO: 

REDUÇÃO PARA ALERTA AZUL EM TODA A VND -

 

Atendendo ao Comunicado hidrológico n.º 2/2024 do Centro de Previsão e Prevenção de Cheias do Douro (disponível no site em Alertas), e com as previsões de desagravamento da situação hidrológica e meteorológica anunciada, foi alterado para alerta Azul de cheias, pelo que se atualizam as seguintes medidas e condicionamentos à navegação:

- Interdição de toda a navegação junto a barragens, e a 3 km das mesmas, salvo a que se encontra planeada, pelo que os navegadores deverão previamente contactar o Centro RIS, para melhor avaliação prévia das condições de operação e dos condicionamentos;

- Toda a navegação noturna planeada (navegação profissional), deverá atempadamente comunicar com o Centro RIS, para melhor avaliação das condições de segurança marítima no estuário e respetivas albufeiras da VND.

 

Os condicionamentos/suspensões, são aplicáveis a toda a VND, salvo exceções por manifesta necessidade e com prévia autorização do Centro RIS Douro, por via dos canais de comunicação habituais. Reforça-se para a extrema necessidade e cuidado na navegação, tendo em conta a existência de alguns objetos flutuantes em suspensão e à menor visibilidade dos mesmos, assim como dos caudais elevados que se continuam a verificar (nas Barragens do Douro, Afluentes do Douro, ribeiros entre outros). 

Também se alerta para a necessidade de uma vigilância ativa no que concerne às embarcações acostadas, o respetivo reforço nas amarrações e qualquer eventual retirada/limpeza das áreas, deverá ser precedida com os devidos cuidados inerentes. 

De acordo com o REUVND, qualquer anomalia verificada no canal de navegação deverá ser imediatamente comunicada ao Centro RIS Douro. 

A navegação fica condicionada à manutenção das condições e previsões meteorológicas, hidrológicas e de caudais, podendo ser implementadas novas medidas, caso a situação se agravar consideravelmente. Será realizada nova avaliação, em função dos comunicados da ANEPC, do IPMA e do Centro de Previsão de Prevenção da Capitania do Porto do Douro, assim que forem disponibilizados.

Este aviso revoga o Aviso à Navegação 2/2024 (Altera Amarelo).

 

Download
Inicio Vigência: 2024-02-01 10:35

A Direção de Operações Portuárias e Segurança da Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo, nos termos do Regulamento de Exploração e Utilização da Via Navegável do Douro (REUVND), publicado em Diário da República, 2.ª série de 16 de agosto de 2019, torna público o seguinte:

 

No seguimento do novo Plano de Receção e Gestão de Resíduos da Via Navegável do Douro 22-26, publicado no site douro.apdl em Regulamentos  Regulamentos (apdl.pt) , e de acordo com o Capítulo VI do Regulamento de Exploração e Utilização da VND, atualiza-se a lista dos cais/terminais/portos da VND, com a respetiva identificação da tipologia de resíduos (sólidos e/ou líquidos), que poderão ser entregues em cada um dos mencionado locais, nos moldes que tem vindo a ser praticados, com uma entrega direta ou dedicada, a partir de 1FEV2024:

 

(imagem)

Complementarmente a esta informação, relativamente ao porto comercial de Vega Térron, segundo informações obtidas junto administração do porto (Tragsa), dispõem dos seguintes serviços:

(imagem)

Exorta-se a todos os utilizadores da VND, para que nos mencionados locais, façam as entregas dos resíduos, tendo em consideração o seguinte:

 

  • Os resíduos devem encontrar-se devidamente ensacados, com a adequada separação a bordo, com a correta deposição nos contentores identificados, de modo a garantir a limpeza e salubridade dos pontos de entrega e demais contentores;
  • Nas recolhas dedicadas, devem-se adotar os procedimentos tipificados no Plano de Gestão e Receção de Resíduos da VND 22-26, nomeadamente, a notificação prévia da entrega dos resíduos (identificando a tipologia, quantidades, local e data), com uma antecedência mínima de 24 horas, na respetiva escala do navio, por via da plataforma JUP/JUL;
  • Nos biorresíduos, e considerando o enquadramento no projeto piloto do sobredito Plano, foi selecionado o porto comercial de Lamego, pela polivalência e tipo de segmento de navios que aí escalam.
  • Qualquer anomalia que se verifique, solicita-se a devida comunicação junto dos serviços da APDL, por via dos canais habituais.

 

Este Aviso revoga os seguintes Avisos à navegação: 112/2019, 33/2022.

Alguma dúvida ou apoio deverá ser contactado o Centro de Controlo da Navegação do Douro, através dos contatos habituais (suporte.ris@apdl.pt e/ou 254320020/022).

Download
Inicio Vigência: 2024-01-15 15:13

A Direção de Operações Portuárias e Segurança da Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo, nos termos do Regulamento de Exploração e Utilização da Via Navegável do Douro (REUVND), publicado em Diário da República, 2.ª série de 16 de agosto de 2019, torna público o seguinte: 

Assunto: Ativação do alerta Amarelo pelo Centro Previsão e Prevenção de cheias do Douro (CPPC-D) 

Período: Desde 15JAN2024

Local: Toda a VND 

ALERTA AMARELO 

Atendendo ao Comunicado hidrológico n.° 1/2024 do Centro de Previsão e Prevenção de Cheias do Douro (disponível no site em Alertas), divulgado hoje (15.01.2024), e com as previsões de algum agravamento da situação hidrológica e meteorológica anunciada, foi alterado para alerta Amarelo de cheias no Douro, pelo que se atualizam as seguintes medidas e condicionamentos à navegação:

a. Toda a navegação noturna planeada (navegação profissional), deverá atempadamente comunicar com o Centro RIS, para melhor avaliação das condições de segurança marítima no estuário e respetivas albufeiras da VND; 

b. Interdição de toda a navegação junto a barragens, e a 5 km das mesmas, salvo a que se encontra planeada, pelo que os navegadores deverão previamente contactar o Centro RIS, para melhor avaliação prévia das condições de operação e dos condicionamentos.

Os condicionamentos/suspensões, são aplicáveis a toda a VND, salvo exceções por manifesta necessidade e com prévia autorização do Centro RIS Douro, por via dos canais de comunicação habituais. Reforça-se para a extrema necessidade e cuidado na navegação, tendo em conta a existência de alguns objetos flutuantes em suspensão e à menor visibilidade dos mesmos, assim como dos caudais elevados que se continuam a verificar (nas Barragens do Douro, Afluentes do Douro, ribeiros entre outros). Também se alerta para a necessidade de uma vigilância ativa no que concerne às embarcações acostadas, o respetivo reforço nas amarrações e qualquer eventual retirada/limpeza das áreas, deverá ser precedida com os devidos cuidados inerentes. 

De acordo com o REUVND, qualquer anomalia verificada no canal de navegação deverá ser imediatamente comunicada ao Centro RIS Douro.

A navegação fica condicionada à manutenção das condições e previsões meteorológicas, hidrológicas e de caudais, podendo ser implementadas novas medidas, caso a situação se agravar consideravelmente. Será realizada nova avaliação, em função dos comunicados da ANEPC, do IPMA e do Centro de Previsão de Prevenção da Capitania do Porto do Douro, assim que forem disponibilizados.

Este aviso revoga o Aviso à Navegação 142/2023 (Alerta Azul)

 

Download
Alertas

Alertas

Nível Risco: Nível 1 - Não se pevê nenhuma situação de risco
Data Inicio: 2024-01-25 08:16
Hidrológico n.º 02/2024, em anexo, relativamente à situação hidrológica no rio Douro, solicitando-se a colaboração de V. Exas. com vista à sua ampla divulgação e adoção de medidas entendidas como adequadas.
Atentas as atuais previsões meteorológicas e hidrológicas, é promulgado o seguinte nível de alerta de cheias:
ALBUFEIRA NÍVEL DE ALERTA DE CHEIAS
ESTUÁRIO AVISO
CRESTUMA CM AVISO
CARRAPATELO CL AVISO
BAGAÚSTE AVISO
VALEIRA VR AVISO
POCINHO PN AVISO

O CPPC-D assegura a análise e acompanhamento contínuo do estuário e restantes albufeiras, relativamente à alteração do nível e alerta de cheias.
O presente comunicado tem por objetivo fomentar uma política de cada vez maior proximidade com todos os atores com responsabilidade em matéria de Proteção Civil. Pretende-se, assim, antecipar medidas tendentes a mitigar danos pessoais e materiais, sempre que as condições meteorológicas sofram um agravamento considerado de “risco” para as populações ou infraestruturas implantadas em Domínio Público Hídrico ou na sua proximidade
Nível Risco: Nível 3 - Situação de risco moderado a elevado
Data Inicio: 2024-01-24 10:53
o Comunicado Operacional n.º 4/2024, da Capitania do Porto do Douro, relativo ao agravamento das condições oceanográficas.
A previsão meteorológica do IPMA, com base nos dados disponíveis, aponta para um agravamento da agitação marítima, prevendo-se:

AVISO PERÍODO ESTADO DO MAR
AMARELO 24JAN (15:00)
-
24JAN (21:00) Ondas de noroeste com 3,5 a 4,5 metros, com período de pico até 17 segundos.
Barra do Porto do Douro FECHADA a toda a navegação desde as 15:15 de 21JAN24 (situação em monitorização permanente, podendo ser alterada).

Assim, a Autoridade Marítima reforça a recomendação, em especial à comunidade piscatória e da náutica de recreio que se encontra no mar, para o eventual regresso ao porto de abrigo mais próximo e a adoção de medidas de precaução, de acordo com as recomendações das capitanias dos portos, evitando sair para o mar até que as condições melhorem.

À população em geral, que habitualmente frequenta as zonas costeiras ao longo de toda a faixa litoral oeste do Continente, aconselha-se que se abstenham da prática de passeios junto à costa e nas praias, bem como a prática de atividades lúdicas nas zonas expostas à agitação marítima, sendo essencial que assumam uma postura preventiva não se expondo desnecessariamente ao risco.

Aconselha-se muito particularmente os pescadores lúdicos de pesca à cana para que assumam extrema cautela, evitando pescar junto a falésias, arribas e zonas rochosas nas frentes costeiras atingidas pela rebentação das ondas, tendo sempre presente que nestas condições extremas o mar pode facilmente alcançar zonas aparentemente seguras.
Nível Risco: Nível 2 - Situação de risco para determinadas atividades
Data Inicio: 2023-11-10 14:27
Comunicado Operacional n.º 09/2023 da Capitania do Porto do Douro, relativo ao DESAGRAVAMENTO DAS CONDIÇÕES METEOROLÓGICAS, solicitando-se a vossa colaboração com vista à sua ampla divulgação e adoção de medidas entendidas como adequadas.
Nível Risco: Nível 3 - Situação de risco moderado a elevado
Data Inicio: 2023-10-27 07:15
Atendendo às previsões meteorológicas e hidrológicas, está implementado o seguinte nível de alerta de cheias, conforme quadro abaixo:
ALBUFEIRA NÍVEL DE ALERTA DE CHEIAS
ESTUÁRIO AVISO
CRESTUMA CM AVISO
CARRAPATELO CL AVISO
BAGAÚSTE AVISO
VALEIRA VR AVISO
POCINHO PN AVISO

CPPC-D em análise e acompanhamento contínuo do estuário e restantes albufeiras, relativamente ao elevar do nível e alerta de cheias,

O presente comunicado tem por objetivo fomentar uma política de cada vez maior proximidade com todos os atores com responsabilidade em matéria de Proteção Civil. Pretende-se, assim, antecipar medidas tendentes a mitigar danos pessoais e materiais, sempre que as condições meteorológicas sofram um agravamento considerado de “risco” para as populações ou infraestruturas implantadas em Domínio Público Hídrico ou na sua proximidade.
Nível Risco: Nível 2 - Situação de risco para determinadas atividades
Data Inicio: 2023-01-14 16:59
Barra do Porto do Douro ABERTA, a toda a navegação (situação em monitorização permanente podendo ser alterada)

Assim, a Autoridade Marítima reforça a recomendação, em especial à comunidade piscatória e da náutica de recreio que se encontra no mar, para o eventual regresso ao porto de abrigo mais próximo e a adoção de medidas de precaução, de acordo com as recomendações das capitanias dos portos, evitando sair para o mar até que as condições melhorem.

À população em geral, que habitualmente frequenta as zonas costeiras ao longo de toda a faixa litoral oeste do Continente, aconselha-se que se abstenham da prática de passeios junto à costa e nas praias, bem como a prática de atividades lúdicas nas zonas expostas à agitação marítima, sendo essencial que assumam uma postura preventiva não se expondo desnecessariamente ao risco.

Aconselha-se muito particularmente os pescadores lúdicos de pesca à cana para que assumam extrema cautela, evitando pescar junto a falésias, arribas e zonas rochosas nas frentes costeiras atingidas pela rebentação das ondas, tendo sempre presente que nestas condições extremas o mar pode facilmente alcançar zonas aparentemente seguras.

O presente comunicado tem por objetivo fomentar uma política de cada vez maior proximidade com todos os atores com responsabilidade em matéria de Proteção Civil. Pretende-se, assim, antecipar medidas tendentes a mitigar danos pessoais e materiais, sempre que as condições meteorológicas sofram um agravamento considerado de “risco” para as populações ou infraestruturas implantadas em Domínio Público Marítimo ou na sua proximidade.

Legislação de Interesse

Consulte aqui toda a Legislação e Regulamentos Vigentes da Via Navegável do Douro